Ao longo dos anos, o geólogo Mike Bowers, da Califórnia, se deparou com todos os tipos de rochas. Como já viu inúmeras pedras, o profissional, hoje, não se surpreende tanto com seus achados. No entanto, esse pensamento mudou quando Bowers encontrou uma simples espécie de rocha vulcânica. A pedra é diferente de tudo que o profissional já viu, pois possui uma incrível semelhança com o grandioso personagem Monster Cookie, da Vila Sésamo.

Bowers compartilhou registros da rocha pela primeira vez, no dia 16 de janeiro deste ano, no Facebook. A publicação, que já foi vista mais de 630.000 vezes, mostra o geólogo partindo a pequena rocha vulcânica ao meio, revelando, assim, a semelhança com a icônica personagem Cookie Monster.

Rocha vulcânica

O geólogo, de 55 anos, é especialista em rochas vulcânicas e já viu uma enorme quantidade de gemas interessantes, mas essa, particularmente, o deixou, digamos, um pouco atordoado.

Embora Bowers tenha feito questão de estabelecer uma conexão com a famosa personagem, aqueles que acessam a publicação – embalada por uma das canções do fantoche -, rapidamente, acabam concordando com o geólogo, afinal, não há como não perceber a semelhança com o grandioso Muppet.

Os detalhes azuis, esbranquiçados, marrons e dourados criam uma réplica quase exata dos olhos arregalados e da boca do Cookie Monster. Bowers em entrevista ao The Sun disse: “Este é provavelmente o Cookie Monster mais perfeito que existe”.

“Isso é muito incomum. Existem algumas rochas vulcânicas que ficaram famosas devido ao seu formato. Uma vez, por exemplo, encontrei uma que parecia uma coruja assustada. Mas encontrar uma pedra tão peculiar assim é único”.

O mundo certamente está de acordo. Em questão de dias, Bowers revelou a mídia que já recebeu cinco ofertas de possíveis compradores. Alguns, conforme expõe o geólogo, estavam dispostos a pagar até US$ 10.000 por uma das partes da rocha. “Os valores que me propuseram realmente eram altos”, confirmou Bowers.

Bowers, até o momento, ainda não sabe se vai vendê-la.

Brasil

A rocha que se parece com o Cookie Monster foi descoberta, pela primeira vez, em novembro de 2020, pelo geólogo Lucas Fassari. O profissional, quando se deparou com a pedra, estava trabalhando nas antigas cavidades vulcânicas de uma região do Rio Grande do Sul, no sul do Brasil. A mídia não informou como a rocha chegou até Bowers.

A pedra, de acordo com Fassari e Bowers, é uma ágata e pode ser comumente encontrada em áreas vulcânicas. Conforme explica Peter Heaney, professor de geociências da Universidade Estadual da Pensilvânia, Estados Unidos, “as ágatas que são encontradas na superfície terrestre se formam a partir do contato com a água e o dióxido de carbono”.

O mineral, em meio a esse processo, pode apresentar diversas formas e cores. Quando a formação de uma rocha envolve contato com outros elementos, como, por exemplo, ferro, titânio e níquel, a variedade de formas pode ser bem maior. Por isso, não é de surpreender que pedras como essas sejam tão cobiçadas.

Depois de muitas décadas, estudando o crescimento do cristal, Heaney considera as ágatas o exemplo mais complexo de formação de padrões hierárquicos existentes em minerais.

A semelhança com o Cooker Monster, de fato, é o que mais impressiona os geólogos, no entanto, o alarido de lances frenéticos para adquirir a pedra não é nada novo, afinal, embora os pesquisadores tenham apenas uma ideia sobre como o rosto do personagem tenha aparecido nesta pequena rocha brasileira, a verdade é que nem mesmo os especialistas conseguem explicar completamente como o processo se dá – têm-se apenas uma ideia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here