Usina de energia solar. (Foto: Reprodução)

Se o sonho de ter energia solar em casa ainda é para poucos em Petrolina, esse cenário deverá continuar assim por muito tempo ainda. O motivo é uma proposta do Governo de Pernambuco, que quer criar uma tributação sobre projetos não só de energia solar, como também eólica.

Os governos do Nordeste – incluindo o de Pernambuco – justificam na crise de receitas uma maneira de morder uma fatia com a implantação de novos parques solares e eólicos, que atraem investimentos bilionários. A ideia é capitalizar impostos, ainda que a conta de energia embuta 25% de ICMS – seja ela hídrica ou gerada a gás, vento ou sol. As informações são da Coluna JC Negócios.








Fonte: Blog do Carlos Britto

Deixe uma resposta