(Foto: Ascom PMJ/Divulgação)

Duas instituições filantrópicas de Juazeiro (BA) receberam fraldas descartáveis arrecadas durante o 3º Encontro Nordeste de Advocacia Pública e Direito, realizado no último mês de junho. Os beneficiados foram a Casa de Acolhimento Rosa Menina, mantida pelo município, e o Lar Infantil Pequenos Raios de Luz, mantida por uma fundação filantrópica.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade de Juazeiro, Cida Gama, acompanhou a entrega juntamente com o procurador do município, Eduardo Fernandes, o procurador-geral do Estado, Hugo Coelho Régis, e o presidente da Facape, Antônio Habib.

O encontro promovido pelas Procuradorias Gerais dos Estados da Bahia, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Ceará, Rio Grande do Norte, Maranhão, Piauí, Paraíba e pela Escola da Advocacia Geral da União, com o apoio da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), da Prefeitura de Juazeiro e da Subseção da OAB-BA, condicionou as inscrições para participação no evento a doação de fraldas descartáveis infantis.

Já estamos no terceiro ano desta ação, que acontece a partir da realização do encontro. Alternamos as doações em instituições de Juazeiro e Petrolina e conseguimos beneficiar duas casas a cada ano. São eventos que costumam ter um valor de inscrição alto, mas condicionamos apenas às doações para que todos possam contribuir com o trabalho feito por estas instituições”, destacou Hugo Coelho Régis. Este ano foram cerca de 500 inscritos, número revertido em doações.

Casas de acolhimento

Juazeiro possui hoje duas Casas de Acolhimento de caráter provisório para crianças e adolescentes afastados do convívio familiar, por meio de medida protetiva de abrigo em função de maus tratos, negligência, abandono ou cujas famílias ou responsáveis encontrem-se temporariamente impossibilitados de cumprirem sua função de cuidado e proteção. As equipes das duas Casas são formadas por multiprofissionais que incluem assistentes sociais, psicólogos, técnicos sociais, educadores sociais, cuidadores, auxiliares de cuidadores e coordenadores.

CB

Deixe uma resposta