Em Lagoa Grande (PE), Sertão do São Francisco, foi no mínimo estranho o posicionamento dos vereadores da base do prefeito Vilmar Cappellaro (PMDB) na Câmara Municipal, por ocasião da votação das contas da ex-prefeita Rose Garziera (PP), na última terça-feira (26).

Os seis vereadores da situação simplesmente se abstiveram de votar, o que facilitou os trabalhos da oposição em reprovar as contas de Rose. As indagações devem-se ao fato de que Cappellaro, nas eleições municipais 2016, obteve o apoio de Rose e do ex-marido dela, também ex-prefeito Jorge Garziera. Muita gente na cidade ficou sem entender nada.

Apesar disso, segundo o site Lagoa Grande Notícias, os aliados da ex-gestora estão confiantes na anulação da sessão de anteontem por considerar não ter havido um processo legal, “com direito ao contraditório e a ampla defesa”. Além disso, alguns alegam que a rejeição das contas, por si só, não causa inegibilidade, e que a justiça eleitoral apenas analisa essa condição quando houver registro de candidatura. De qualquer forma, caso prevaleça a decisão, Rose pode ficar inelegível por oito anos. (Foto/arquivo)



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here