Em Lagoa Grande (PE), no Sertão do São Francisco, o prefeito Vilmar Cappellaro (MDB) revogou o decreto 0007/18, que tinha sido publicado ontem (17), referente a contratações emergenciais e provisórias para suprir o preenchimento de vagas, se houver necessidade, até o final do processo seletivo a ser lançado pela administração municipal e a Secretaria de Educação. A informação foi repassada pelo departamento jurídico da prefeitura.

O gestor, no entanto, assinará um outro decreto (008/18), o qual prevê que os contratos que porventura sejam firmados serão imediatamente rescindidos com a conclusão do processo seletivo, para convocação e posse dos aprovados. Na seleção, caso as vagas não sejam todas preenchidas, a administração municipal estuda a viabilidade para a contratação dos serviços sob o regime de execução indireta.

CB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here