O tirano Nicolas Maduro que fez inúmeras ameaças ao Brasil, mudou repentinamente o seu discurso.

Logo após o resultado das urnas, o pilantra venezuelano enviou um comunicado ao Brasil.

Maduro suplicou a Bolsonaro o retorno das ‘relações diplomáticas, da harmonia, progresso, integração regional e bem estar dos povos dos dois países’.

O presidente eleito não pode dar nenhuma trégua para este facínora.

Aliás, antes de qualquer conversa, deve exigir que a Venezuela pague o que deve ao povo brasileiro.

Impossível qualquer diálogo com caloteiro.

Deixe uma resposta