(Foto: internet)

Durante o fim de semana, o nível do Rio São Francisco aumentou 8 metros no entre o Estado da Bahia e Alagoas e causou inundações na cidade alagoana de Piranhas.

A inundação da orla fluvial da cidade foi provocada pelo aumento da vazão da Hidrelétrica de Xingó. A elevação provocou estragos nas residências e estabelecimentos comerciais próximos ao rio. Moradores, comerciantes e turistas de Piranhas foram surpreendidos. Com a elevação, embarcações de pescadores chegaram a afundar e foi registrada a morte de peixes.

Além dos prejuízos em Piranhas, que acabaram levando os turistas a deixarem o local antes do previsto, também foram relatados prejuízos na margem sergipana do rio. No final do dia, no entanto, o São Francisco já havia voltado para o leito.

Os moradores afirmaram que não houve nenhum aviso sobre o aumento da vazão do Rio São Francisco.

A Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) informou, nesta terça-feira (9), que o aumento do Velho Chico no último fim de semana foi provocado pela abertura espontânea de uma das comportas da Usina Hidrelétrica de Xingó. O sistema estaria semiaberta e rompeu voluntariamente, sem ação humana.

“Tão logo detectamos o problema, providenciamos o fechamento de outra turbina”, informou o diretor de Operações, João Henrique de Araújo Franklin Neto. “Não houve tempo hábil para informar a população sobre essa operação solicitada pelo ONS [Operador Nacional do Sistema Elétrico]”, disse.

De acordo com o diretor da Chesf, a empresa recebeu uma solicitação do ONS na sexta-feira da semana passada para a elevação do nível do reservatório de Itaparica, em Pernambuco, com a entrada em operação de quatro geradores em Paulo Afonso e um outro em Xingó, a fim de suprir a deficiência na geração de energia eólica.

Fonte: Gazzetaweb

WP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here