Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

Como era de se esperar, o prefeito reeleito de Petrolina, Miguel Coelho, não deixou de comentar a decisão da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), de tentar impedir a licitação do serviço de água e esgoto na cidade, que escolherá uma nova empresa para gerir o setor. A empresa conseguiu, junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), através do conselheiro Carlos Neves, suspender a licitação marcada para a próxima segunda-feira (30).

Em suas redes sociais, Miguel Coelho ironizou a atitude da Companhia, por meio de nota. “Séria ótimo ver esse empenho da Compesa na solução dos problemas de Petrolina”, disse.

Confiram a íntegra da nota:

Mais uma vez, a Compesa atua contra o povo de Petrolina e age unicamente em benefício próprio. A empresa ingressou com um pedido no Tribunal de Contas do Estado e conseguiu suspender a licitação da nova concessão de água e esgoto da cidade, que aconteceria na próxima segunda-feira (30). Seria ótimo ver este empenho da Compesa na solução dos problemas de Petrolina, como a falta d’água que acontece nos bairros, os esgotos que jorram nas ruas, as avenidas que ela quebra e não conserta, a poluição diária do Rio São Francisco e o desabastecimento d’água nas comunidades do interior.

A Compesa quer impedir que R$ 1 bilhão sejam investidos no tratamento de 90% da rede de esgoto e na garantia do abastecimento d’água em 100% da cidade. A Compesa não trabalha para realizar isso e impede que a prefeitura busque parceiros que o façam. Mas, se a Compesa acha que nós iremos desistir, aqui eu reafirmo: não iremos parar até que ela seja retirada da cidade. Vamos novamente cumprir todas as exigências apresentadas, mas não iremos desistir de garantir respeito, dignidade e de melhorar a vida do nosso povo. Não iremos desistir de fazer Petrolina cada vez mais forte.

Miguel Coelho/Prefeito reeleito de Petrolina

Fonte: Blog do Carlos Britto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here