Foto: Reprodução

Mais um terreno baldio em Petrolina tira o sossego de moradores, desta vez no Bairro Caminho do Sol, zona leste da cidade. Em contato com este Blog, uma comunitária relatou a situação de um espaço localizado entre a rua do Bege com a Rua João Campos, que se tornou depósito de lixo. “Diariamente carroceiros jogam restos de construção, móveis velhos, pneus, lixos domésticos e até mesmo animais mortos. O terreno virou um depósito de lixo”, reclamou.

Ela também afirma que esse é um problema antigo e comum a quase todas as ruas do bairro, o que gera aos moradores transtornos e riscos à saúde, considerando que as circunstâncias propiciam criadouros do Aedes aegypti – mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, além de outras, que segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), são causadas pela má utilização do solo no que concerne à poluição ambiental. De acordo com a moradora, o dono do terreno já teria sido notificado, mas a situação ainda é a mesma. “Já fiz várias solicitações a SEDURBH [Prefeitura], no sentido de identificar o proprietário do imóvel para as devidas providências, no entanto, todas as tentativas foram frustradas, pois, segundo o funcionário da secretária o proprietário já foi notificado, mas não atendeu às solicitações”.

Outra situação registrada por ela é com relação aos carroceiros, os que mais sujam o local. “A lei é desobedecida pelos carroceiros, que teimam em jogar lixos nos terrenos baldios e também em via pública. Não existe fiscalização e isso facilita a essas pessoas transitar descumprindo a Lei e prejudicando o meio ambiente e as pessoas que nele vivem”. 

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina e aguarda uma resposta sobre a demanda da moradora.

Fonte: Blog do Carlos Britto

Deixe uma resposta