A mostra itinerante “Liquidificador de Corpos” realizará atividades a partir desta quarta-feira (25) até o dia 5 de novembro em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA). A programação conta com apresentações gratuitas de espetáculos, performances, exposição, documentário, mostra de videodança e oficinas. O evento é realizado pelo Coletivo Trippé, com parceiros de forma independente, e tem o objetivo de colaborar com a difusão do movimento artístico da região. O objetivo é ocupar espaços pela cidade com a arte do corpo. A mostra é realizada através de parcerias.

A programação começará em Petrolina, na quarta, com a apresentação gratuita do espetáculo “Janelas para Navegar Mundos”, às 18h, no CEU das Águas, localizado no Bairro Rio Corrente. Na sexta (27) será apresentado o ensaio da nova criação do Trippé “Tudophone”, às 19h30, no Hall do Teatro Dona Amélia. Já no teatro, às 20h, a artista carioca Denise Stutz apresenta “3 Solos em 1 Tempo”, no esquema pague quanto puder.

Em Juazeiro, haverá a abertura da exposição e pré-lançamento do documentário do projeto “Primeiros Passos”, no domingo (29), às 18h30, no Centro de Cultura João Gilberto. Na terça (31), será realizada uma mostra de videodanças no Arco da Ponte, a “[re]corte​ ​foda”, às 19h. Na mesma noite, se apresentam o Clã Virá com a performance “Descalçar”, e as artistas Ádila Madança e Natália Agla, com a dança-performance “Oh!nO BailaMuerte”. Encerrando as apresentações, no domingo (5/11), será apresentado o espetáculo “Cordear”, às 18h, na comunidade do Salitre.

Capacitações

Durante a programação serão ofertadas diversas capacitações. Nesta semana – de quarta a domingo (29) – será realizada a residência artística “Trippé encontra Denise Stutz”, no Centro de Cultura João Gilberto. Ainda serão realizadas duas oficinas de dança com Denise Stutz, no sábado (28) e domingo, em Petrolina e Juazeiro, respectivamente. Para os iniciantes, serão ofertadas oficinas gratuitas de iniciação ao teatro e à dança, nos dias 4 e 5 de novembro, respectivamente. Mais informações estão disponíveis na página do Coletivo Trippé no Facebook. (foto/Fernando Pereira/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here