Entre as medidas sugeridas, a implementação do Sistema Nacional de Segurança Pública. (Foto: Divulgação)

Nesta sexta-feira (27) o Encontro de Governadores do Brasil, contou com 20 governantes para o debate em busca de medidas de fortalecimento da segurança pública e reforço para as fronteiras brasileiras para impedir a entrada de drogas e armamentos.

O evento contou, além dos governantes, as participações de quatro ministros de Estado – Sergio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional; Torquato Jardim, da Justiça e Segurança Pública; Raul Jungmann, da Defesa; e Aloysio Nunes, das Relações Exteriores.

Paulo Câmara (PSB), que participou do encontro, lembrou que o Brasil faz fronteira com grandes produtores de cocaína do mundo – Bolívia, Peru e Colômbia. “Com drogas e armamento pesado entrando com facilidade, o trabalho dos Estados é dificultado ainda mais. O crack já não está restrito apenas às grandes cidades. E cerca de 70% dos homicídios cometidos em Pernambuco decorrem do tráfico”, explicou Paulo Câmara, acrescentando que, sem trabalho integrado, o desafio se torna maior.

Entre as medidas sugeridas, a implementação do Sistema Nacional de Segurança Pública; Plano Nacional Integrado entre governo federal e estados para a segurança pública; força-tarefa integrada contra a fragilidade das fronteiras, para o combate ao narcotráfico, tráfico de armas e munições; e convidar os demais Poderes da República e o Ministério Público Federal para participar da discussão, sobre a atualização, revisão de leis, medidas penais e administrativas, mediante propostas apresentadas pelos estados ao governo federal.

Com informações do FolhaPE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here