A dengue, a zika e a chinkungunya são doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, que tem infestação mais intensa no verão, em função da elevação da temperatura e da intensificação de chuvas. Esses fatores propiciam a eclosão de ovos do mosquito.

A principal recomendação para acabar com o mosquito Aedes aegypti é eliminar locais de água parada, onde o mosquito deposita suas larvas. É preciso estar atento a vasos de plantas, pneus velhos, bacias e outros recipientes que possam armazenar água parada.

Febre, dores no corpo e manchas na pele são sintomas que confundem o diagnóstico das três arboviroses. Para diferenciá-las, o Ministério da Saúde elaborou uma cartilha para diferenciar os sinais das três doenças e a frequência dos sintomas.

No entanto, em caso de sintomas referentes a essas doenças, procure o médico imediatamente.

Confira:

Febre:

Na dengue, costuma ser alta, acima de 38° C, de quatro a sete dias. Na zika, o sintoma não costuma se manifestar e quando se mostra, geralmente, é num estágio subfebril. Já na chikungunya a febre alta, acima de 38° C, aparece durante dois e três dias.

Manchas na pele: 

Quase sempre (90 a 100% dos casos) aparecem em pacientes com Zika, no 1° ou no 2° dia. Já em pacientes com dengue, as manchas costumam surgir a partir do 4° dia. O sintoma foi verificado entre 30% e 50% dos casos. E na chikungunya, 50% dos casos apresentaram manchas na pele durante dois a cinco dias.

Dores nas articulações: 

Podem aparecer de forma leve na zika. Já na dengue e chikungunya quase sempre estão presentes, na primeira de forma moderada e na segunda os pacientes apresentam dor intensa.

Inchaço nas articulações:

Raramente aparece naqueles acometidos pela dengue. Mas frequentemente aparecem na zika (leve intensidade) e a chikungunya (moderada a intensa).

Conjuntivite: 

50% a 90% dos casos de zika apresentaram a condição, enquanto 30% dos registros de chikungunya tiveram conjuntivite. Já os casos de dengue, raramente apresentaram o sintoma.

Dor de cabeça: 

Frequentemente aparece em pacientes com dengue e com uma frequência menor em casos de zika. Já a chikungunya raramente tem o sintoma.

Coceira:

Aparece de forma leve na dengue e chikungunya e de moderada a intensa na zika.

Hipertofria ganglionar: 

Na dengue, zika e chikungunya aparecem, respectivamente, de forma leve, intensa e moderada.

Discrasia hemorrágica (dificuldades da coagulação do sangue): 

Não se manifesta na zika, já na dengue acontece de forma moderada e na chikungunya aparece num tipo leve.

Acometimento neurológico:

É mais frequente na zika do que na dengue (raro) e na chikungunya, neste último caso, mais predominante em neonatos.



[EA]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here