Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

A noite dos 123 anos de emancipação política de Petrolina foi encerrada ontem (21), logo após o desfile alegórico, com chave de ouro. A Philarmonica 21 de Setembro e a cantora Camila Yasmine levaram milhares de pessoas para a Concha Acústica, em shows que encantaram o público. Além do aniversário da cidade, a Philarmonica também estava completando 108 anos de fundação.

O repertório da orquestra foi marcado pela diversidade, com canções como ‘Tudo é do Pai’, sequência de bossa e ‘Take me one’. Em coro, a plateia cantou o sucesso do forró estilizado ‘Nota Dez’, músicas de Dominguinhos, e  ‘A raposa e as uvas’, do eterno Rei do Brega, Reginaldo Rossi.

Já Camila Yasmine, filha da terra, fez uma apresentação homenageando o Rio São Francisco, o samba e a cultura de Petrolina. De olhos grudados na petrolinense, o público ficou até o fim e se emocionou com canções como ‘Santo Rio’, ‘Deus salve o samba’, ‘Roda a saia’ e ‘Sétimo céu’, do também petrolinense Geraldo Azevedo. A programação continua neste e no próximo fim de semana, com várias atividades.

Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

Fonte

Deixe uma resposta