Considerada uma das melhores séries animadas da modernidade, Avatar: A Lenda de Aang vem se mostrando cada vez mais merecedora desse título. Embora tenha sido finalizada em 2008, a animação continua sendo alvo do interesse público. Só para ilustrar, recentemente, a série produzida pela Nickelodeon bateu um recorde de audiência na plataforma. De acordo com a Rolling Stone, Avatar permaneceu no Top 10 da programação da Netflix por 57 dias consecutivos. Tal feito nos faz levantar a seguinte pergunta: o que torna Avatar tão atemporal? Bom, como muito bem pontuado por Nicolaos Garófalo em seu artigo para o Omelete, “a franquia Avatar é muito mais do que um desenho animado”. Além da mitologia rica e autêntica, o principal atrativo da franquia é seu debate em torno de temas como xenofobia, sistemas autoritários, desigualdade social, sexismo, intolerância religiosa e afins. Em suma, assuntos que permanecem atuais.

Como resultado disso, apesar de ser direcionado ao público infantil, Avatar possui um apelo que transcende gerações. Dessa forma, não é preciso pensar muito para entender o porquê da animação permanecer altamente popular. Inclusive, foi exatamente essa recepção positiva por parte do público e da crítica que motivou a Netflix a investir em um live-action de A Lenda de Aang. Então, se a criação de Michael DiMartino e Bryan Konietzko já possui uma fiel base de fãs, logo a mesma será expandida. Assim como aqueles que consomem suas histórias, os criadores de Avatar são altamente comprometidos com esse universo. Por isso, ao longo dos anos eles continuaram apresentando detalhes em torno do mesmo. Além das já citadas HQs e da popular A Lenda de Korra, existiram projetos paralelos que trouxeram novas histórias. Dessa forma, novidades são constantemente apresentadas, incluindo estilos de dobra inéditos.

Avatar Kyoshi e a dobra de vidro

Matérias selecionadas especialmente para você!

Deixe uma resposta