O vereador Aero Cruz (PSB) levantou nesta quinta-feira, (23), um assunto polêmico, questionado em sessão ordinária anterior pelo oposicionista Gabriel Menezes (PSL), sobre contratação de serviços de um escritório de advocacia de uma empresa de Maceió (AL), pela gestão do prefeito Miguel Coelho, orçado em R$ 40 milhões.

Aero disse que procurou aprofundar mais sobre o assunto e detonou a oposição ao revelar que o contrato assinado pelo executivo, não obteve a prestação de serviços à cidade e foi encerrado o contrato, não causando prejuízo ao município.

“Ao contrário do que aconteceu no passado com o escritório Monteiro & Monteiro Advogados Associados, localizado no Recife, eu tive o cuidado de fazer a busca e soube que o contrato firmado na gestão passada pelo ex-prefeito Julio Lossio, o valor dele é de R$ 70 milhões”, disparou.

Cruz reforçou que o serviço não começou e o contrato atual foi encerrado, e segundo ele, na gestão passada, o trabalho foi prestado, sem reincidência do documento.

“Na administração passada o erro é claro, e agora quero que a população entenda que o prefeito Miguel Coelho não causou prejuízo ao município”, concluiu o vereador.

 






DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here