Em entrevista na manhã desta terça-feira (16), ao Programa Edenevaldo Alves na Petrolina FM 98,3, a entrevistada Margereth Zaponi, Secretária de Educação da Prefeitura de Petrolina esclareceu algumas dúvidas de mães, pais e responsáveis de alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA) sobre a permanência dos profissionais que auxiliam esses estudantes em sala de aula.

De acordo com a secretária, o número de auxiliares na rede é o suficiente para a demanda de alunos com TEA. “Com relação ao auxiliar de (alunos) com autismo, nós já temos o profissional na rede, esse profissional nós temos a quantidade suficiente. Todos os estudantes autistas, a nossa orientação é que esteja acompanhado por um auxiliar de autista” informa.

“Se nós temos alguma mãe com dúvida, ela pode procurar ou o gestor da escola ou Rosane na secretaria da educação. Nós queremos tranquilizar todas as mães que tem crianças autistas. Nós temos auxiliares em quantidade suficiente para atender todas as crianças” conclui.














Fonte

Deixe uma resposta