A retomada do assunto do divórcio de Brad Pitt e Angelina Jolie levou as pessoas que seguem a vida das celebridades e suas famílias a fazerem as contas. Em 7 de agosto, Jolie entrou com uma nova demanda para, entre outras coisas, reivindicar que Pitt pague o custo que lhe cabe na manutenção dos seis filhos do casal: Maddox, 17, Pax, 14, Zahara, 13, Shiloh ,12, e os gêmeos Vivienne e Knox, de 10 anos. Nesta quinta-feira, se soube que a atriz de Malévola terá de ampliar o horário de visitas do pai de seus filhos antes de retornar ao tribunal, no próximo dia 21, para prosseguirem com as suas disputas legais.

Demandas e contestações trouxeram à luz que Brad Pitt já pagou o equivalente a mais de 4,9 bilhões de reais para esse quesito desde sua separação da atriz e também emprestou a Angelina Jolie quase 31 bilhões de reais para a compra da casa nova na qual ela foi morar com os seis filhos. Um empréstimo que os advogados do intérprete garantem que ela está devolvendo ao ex-marido com juros.

As cifras deixam tonta qualquer pessoa com uma economia normal, e mesmo muito boa, mas especialistas em litígios de alto valor se dedicam a somar quantidades exorbitantes que justificam as milionárias reclamações do progenitor que não se encarrega diretamente dos gastos de sua exigente prole.

A revista People consultou especialistas dos Estados Unidos sobre nesse tipo de questão e estas são algumas das espantosas despesas envolvidas que estão sendo consideradas. A babá em tempo integral para uma família de classe A, como deve ser a de Jolie e Pitt, custa cerca de 550.000 reais por ano, montante ao qual deve ser acrescentado o seguro de saúde (uma boa garfada naquele país) e refeições diárias entre 770 e 1.600 reais. Em muitos casos, e o casal Pitt-Jolie é um claro exemplo, toda a família viaja continuamente de um lado para outro do planeta, então, adicionam-se despesas de viagem, voos, refeições e quartos em hotéis de luxo ou residências.

Angelina Jolie com dois de seus filhos, Shiloh e Konx, em Londres em 17 de maio.

Mas um clã numeroso requer mais de uma babá, e geralmente duas em tempo integral ou até mesmo uma por criança, segundo explica à revista Lindsey Thomason, diretora executiva da The Nanny League. Em seguida, vem a seção de tutores, porque é difícil para essas crianças tão viajantes acompanharem sua educação em escolas normais, com horários normais, e mesmo que consigam, precisam de apoio constante para suprir as faltas nas aulas. Se o tutor é especializado em temas gerais, ou seja, se ele se dedica a cobrir todos os temas habituais de que uma criança necessita, os salários mínimos são de 390.000 reais por ano, aos quais devem ser acrescentadas as despesas extras detalhadas para babás. Mas se esses professores precisam ser especializados e se concentrar em um determinado objetivo ––os idiomas mais improváveis podem ser um exemplo –– então os preços sobem dependendo do preparo do mestre e da raridade do assunto.

Para dar um exemplo simples, em 2016 Angelina Jolie deu alguns detalhes sobre as preferências de seus filhos em um programa de rádio da BBC. “Todas as crianças estão aprendendo idiomas diferentes”, disse a atriz. “Perguntei-lhes o que queriam aprender e Shi escolheu khmer [língua do Camboja], Pax está se concentrando no vietnamita, Mad, estudando alemão e russo, Z fala francês, Vivienne queria aprender árabe e Knox está aprendendo a linguagem de sinais.”

Angelina Jolie com Vivienne e Zahara Jolie Pitt em compras por Los Angeles em março.
Angelina Jolie com Vivienne e Zahara Jolie Pitt em compras por Los Angeles em março. GtresOnline

Causa tontura imaginar o ir e vir de professores e seus respectivos emolumentos. Por outro lado, uma família VIP como a desses dois atores costuma voar em aviões particulares. Se um bilhete de primeira classe de Londres a Los Angeles, cidades em que Pitt e Jolie se instalaram nos últimos meses para seus compromissos de trabalho, pode custar 44.000 reais, o mesmo trajeto em avião particular duplica ou triplica o preço.

Cada membro da equipe pessoal de segurança pode representar outros 195.000 reais por ano, e conforme detalhou Bruce Givner, promotor em Los Angeles, geralmente uma família desse tipo contrata pelo menos três, que na realidade são nove, porque é preciso cobrir 24 horas do dia e trabalhar em turnos de oito horas. Givner chega a estimar os gastos com segurança em cerca de 5,75 bilhões de reais por ano, porque o custo é mais caro na contratação, como se faz normalmente, por meio de uma agência especializada para que o serviço não falhe em nenhum dia do ano no lugar onde estiverem.

E se você ainda está se perguntando o que mais podem requerer algumas crianças em circunstâncias tão especiais, não se esqueça do item chef particular, entre 450.000 e 900.000 reais por ano, e uma frota de carros e motoristas para cobrir turnos de cada um dos membros da família. Com este panorama de despesas, a vida dos ricos e famosos é pintada como um complexo quebra-cabeça de despesas milionárias, impensável para os mortais comuns. O valor superior a 1,22 bilhão de reais que se calcula que Brad Pitt ganhou desde que conheceu Angelina Jolie em 2004 até se separaram em 2016, unidos os 930 milhões de reais que se estima que a atriz recebeu no mesmo período, se tornam escassos para tanto orçamento e tanto capricho.

E.P.

Deixe uma resposta