Pastor da Hillsong é criticado por não condenar o aborto

O famoso pastor da Igreja Hillsong de Nova York, Carl Lentz, está sendo duramente criticado por não ter condenado o aborto quando foi questionado sobre o tema durante o programa “The View”, onde foi entrevistado.

A apresentadora Joy Behar perguntou a Lentz se ele acreditava que o aborto é pecado, ao que ele respondeu: “Esse é o tipo de conversa que primeiro preciso conhecer a sua história, de onde você é, no que você acredita. Quero dizer, Deus é o juiz. As pessoas têm que viver de acordo com suas próprias convicções”.



Aplaudido pela plateia, Lentz continuou, mesmo reticente “Essa é uma questão tão ampla, para mim, eu vou te dizer, precisaria sentar com essa pessoa e perguntar no que ela acredita”.

Seguindo a mesma lógica, ao ser questionado se essa não era uma questão ‘fechada’ na igreja dele, disparou: “Estou tentando ensinar às pessoas quem Jesus é antes de poder dizer o que é ou não é pecado em sua vida”.

A maneira como ele se posicionou, vem gerando críticas de evangélicos nas redes sociais. No passado, a Hillsong de Nova York, liderada por ele, ficou no centro de uma polêmica quando foi revelado que um dirigente do coral era assumidamente gay. A repercussão negativa foi tão grande, que o líder e fundador da Hillsong, teve de intervir.



Após a malfadada entrevista ao The View, o jornalista conservador James Silberman fez uma das críticas mais duras dessa postura pública confusa do pastor. Ele disse que o fracasso de Lentz em condenar o aborto em rede nacional de TV é um indicativo da falta de padrão moral tão arraigado na cultura que está influenciando até a Igreja.

“Viva de acordo com suas próprias convicções é praticamente o slogan do movimento que faz lobby do aborto”, provocou.



Carl Lentz ficou famoso por ser o “pastor das estrelas”. Além de Justin Bieber, ele é conselheiro espiritual de artistas famosos, além de atletas conhecidos, como os astros da NBA Kyrie Irving e Kevin Durant. Com informações Christian Headlines 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here