O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, deverá mesmo receber no Palácio do Campo das Princesas uma comissão de 50 representantes dos seis municípios cortados pela PE-630. As condições precárias da rodovia foram pautas de duas audiências públicas realizadas pelo Conselho Popular de Petrolina. A primeira aconteceu no dia 14 de outubro, em Santa Filomena (Sertão do Araripe), e a segunda na última sexta-feira (17) em Dormentes (Sertão do São Francisco.

Desta última participaram diversas autoridades, a exemplo da deputada estadual Socorro Pimentel, que se integrou diretamente ao movimento, fazendo parte da Comissão Permanente; do prefeito de Santa Filomena, Cleomatson Vasconcelos; da presidente da Câmara de Vereadores de Dormentes, Rosarinha, além da presença de representantes dos Legislativos de Santa Filomena, Ouricuri e Afrânio; do vereador do Recife, Ivan Moraes, e de Petrolina, Gilmar Santos. Lideranças comunitárias e sindicais da região também se fizeram presentes.

O Conselho já articula com os membros da comissão, que envolve desde deputados a trabalhadores rurais, a ida dos 50 representantes até a Capital. Outro saldo positivo das audiências foram as manifestações de apoio de vários deputados estaduais e federais, garantindo destinar recursos de suas emendas individuais para o projeto da rodovia, entre eles o federal Gonzaga Patriota (PSB).

O movimento por melhorias estruturais da PE-630 é suprapartidário. O único objetivo é promover a qualidade de vida da população dos municípios das regiões do São Francisco e Araripe, interligados com os estados do Ceará Piauí e Bahia, fortalecendo o desenvolvimento socioeconômico e cultural de Pernambuco. A rodovia interliga um trecho entre Petrolina/Rajada, Dormentes, Santa Filomena, Ouricuri/Barra de São Pedro e Trindade, perfazendo um total de 148 quilômetros que se encontram intrafegáveis devido às condições da estrada. (Foto: Charles Araújo/reprodução)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here