Recentemente, um pergaminho de US$ 300 mil que pertencia a Mao Tsé Tung foi roubado da casa de um colecionador de arte. Depois de roubado, o pergaminho foi encontrado em Hong Kong após ter sido cortado ao meio.

De acordo com a polícia de Hong Kong, que encontrou o pergaminho, o produto foi vendido por apenas uma fração de seu valor original. Isso porque, para facilitara sua exibição, o pergaminho de 2,8 metros foi cortado. Com isso, Fu Chunxiao, o proprietário original da obra, afirmou que o valor do pergaminho de US$ 300 mil foi “definitivamente afetado”. Ou seja, foi vendido por menos de R$ 1,6 bilhão, em um valor ainda desconhecido pelas autoridades.

Os ladrões rasgaram a obra para que ela pudesse ser exibida com mais facilidade

Publicidade

continue a leitura

Além do pergaminho, os ladrões também levaram selos antigos, moedas antigas de cobre e outras peças que continham a caligrafia de Mao Tsé Tung. Ao todo, todo o roubo custou um prejuízo de cerca de US$ 645 milhões (R$ 3,5 bilhões) para Fu Chunxiao. Na época do ocorrido, Fu Chunxiao estava na China continental e não presenciou o ocorrido.

Os investigadores também descobriram que os ladrões não conheciam muito do que estavam roubando. Isso porque, uma das peças foi vendida por apenas US$ 64 (R$ 360). Pouco tempo depois, o comprador entregou dos pedaços da peça para a polícia, após perceber que se tratava uma obra roubada. Segundo o comprador, ele acreditava que a obra era falsa e, por isso, estava rasgada.

Segundo Tony Ho, superintendente sênior da polícia de Hong Kong, ainda não se sabe quem fez isso. “Alguém achou que a caligrafia era muito longa… e difícil de mostrar e exibir. É por isso que foi cortada ao meio”, afirma Tony. “Foi de partir o coração vê-lo dividido em dois”, continua. “Isso definitivamente afetará seu valor, mas o impacto ainda está para ser visto”, completa.

Publicidade

continue a leitura

Parte do pergaminho de US$ 300 mil foi vendido por apenas US$ 64

Ainda que o comprador tenha sido “enganado” durante a compra, ele foi preso por suspeita de lidar com propriedade roubada. De toda forma, ele já foi liberado após pagar fiança. Até o momento dessa publicação, um dos suspeitos do crime já foi preso. No entanto, outros dois ladrões que invadiram a residência e roubaram os pertences continuam foragidos. Para muitos policiais locais, esse é o maior roubo da história de Hong Kong.

Publicidade

continue a leitura

Mao Tsé Tung, também chamado de Zedong, ficou conhecido por ser o fundador da República Popular da China e o grande líder da Revolução Chinesa de 1949. Depois disso, Mao Tsé Tung governou o país até o ano de 1976, ano de sua morte.

Quando Mao Tsé Tung chegou ao poder em 1949, a China estava devastada pelas consequências da guerra. Dessa forma, a população estava vivia em extrema pobreza. De acordo com dados do país, a “Reforma e Abertura” fez com que mais de 740 milhões de pessoas saíssem da pobreza. De todo modo, Mao Tsé Tung não é o único responsável pelos avanços do país. No entanto, é uma das pessoas mais importantes nessas mudanças.

Publicado em: 02/11/20 14h47

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here