Foto: Divulgação/SSP-BA

A Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco está trabalhando para adquirir um sistema de reconhecimento facial por videomonitoramento que poderá trazer grandes resultados para o combate à criminalidade no estado. Segundo a pasta, a tecnologia facilita a identificação de pessoas envolvidas em atos de violência e tem potencial para aprimorar o trabalho da polícia na localização de foragidos e condenados pela Justiça.

Destaque na Bahia, a ferramenta – batizada de Projeto Vídeo-Polícia Expansão – foi implantada em cidades como Salvador, Feira de Santana e Jacobina – e, segundo dados de até 2 de janeiro deste ano da Secretaria de Segurança Pública baiana, 109 pessoas foram localizadas e presas. Outros estados do país, como Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraíba e Ceará, já estão usando a tecnologia.

A SDS diz que termo de referência vem sendo elaborado em conjunto com a Agência Estadual de Tecnologia da Informação (ATI) e a Secretaria de Administração. Em seguida, um edital será publicado para licitação de uma empresa “que atenda às necessidades da segurança e ofereça o preço mais baixo“. O documento deve ser publicado no primeiro trimestre deste ano. Ou seja, até o fim de março.

O sistema deverá cobrir, através de câmeras, passeios públicos, ruas, avenidas, pátios, praças, rodovias, ambientes internos de fluxo controlado, ambientes internos e externos de fluxo livre e áreas de orla. Quando um criminoso for reconhecido, será emitido um alerta ao Centro Integrado de Operações da Secretaria de Defesa Social (Ciods), que irá encaminhar uma viatura para levar a pessoa à delegacia, onde será confirmada – ou não – a prisão. “Um protocolo de atuação das polícias a partir da incorporação dessa tecnologia também está sendo elaborado“, acrescentou a SDS. (Fonte: Folha PE)

Fonte: Blog do Carlos Britto

Deixe uma resposta