Momento em que os vereadores votaram na LDO. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Na manhã desta terça-feira (12), os vereadores de Petrolina apreciaram, durante sessão ordinária na Câmara Municipal, o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que orienta a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) e aponta as prioridades do governo para o próximo ano.

Após muito embate entre a bancada de situação e a de oposição a respeito de emendas modificativas de autoria dos parlamentares Gilmar Santos e Cristina Costa, ambos do PT, a LDO foi aprovada sem as emendas, que foram reprovadas com 17 votos contra.

O presidente da Casa Legislativa Municipal, Osório Siqueira (PSB), afirmou que toda a votação e apreciação do projeto e das emendas aconteceram dentro da legalidade. “Votamos o projeto e essas emendas foram apreciadas e derrubadas, tudo dentro da forma legal acompanhando o regimento”, disse Osório.

Oposicionista, Cristina Costa se posicionou contra a provação da LDO sem as emendas. “O que o prefeito solicitou na LDO é que a gente desse um cheque em branco, do montante real que venha para aprovar o orçamento de 2018, para que 40% ele use livre. A minha posição foi manter os 20%, como a gente sempre manteve nas gestões passadas”, afirmou a petista.



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here