Políticos citados por marqueteiro negam acusações e criticam ‘vazamento’.

Reportagem do GLOBO revelou neste domingo que, em delação premiada, o marqueteiro Renato Pereira relatou esquema de caixa dois nas campanhas do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, do ex-prefeito Eduardo Paes, do ex-candidato a prefeito e deputado federal Pedro Paulo (PMDB-RJ) e do ex-governador Sérgio Cabral. Leia o que disseram os citados.

Em nota oficial, o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, informou que “jamais tratou de pagamento ou recebimento de recursos ilícitos com qualquer pessoa” e afirmou que “todas as campanhas foram feitas de acordo com a Justiça Eleitoral”. O GLOBO perguntou qual a razão da diferença entre valores declarados e valores gastos na campanha de 2014, mas Pezão não se manifestou. Sobre a acusação de direcionamento de contratos de publicidade à Prole ou a empresas ligadas a ela, o governador informou que “a seleção de agências de publicidade é feita por intermédio de licitação pública”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here