A Torre de Pisa foi construída entre os anos de 1178 e 1370, na Itália. E mesmo inclinada há mais de 800 anos, e apesar dos terremotos, tempestades e guerras, o enorme monumento não cai. Mas por que não? A física explica esse fenômeno. E, na verdade, é algo bem simples.

A Torre de Pisa não cai porque o seu ponto de equilíbrio é estável. Devido a sua inclinação característica, o seu centro de gravidade ocupa uma espaço maior na torre. Isso gera um torque, que impende a queda da estrutura. No entanto, isso pode mudar. Caso o ângulo da inclinação continue a aumentar, chegará um momento, em que o centro de gravidade não mais coincidirá com a base da torre. Caso isso aconteça, a sua queda seria inevitável.

Para evitar isso, uma equipe de engenheiros está constantemente monitorando a sua inclinação. E mais do que isso, as pessoas em Pisa já estão preparadas para agir e salvar a famosa torre, em caso de sua inclinação se tornar muito crítica.

O centro de gravidade

Todo objeto tem um centro de gravidade. O centro de gravidade é o ponto dentro do objeto onde toda a massa se concentra. Para manter um objeto, seja ele qual for, em perfeito equilíbrio, é preciso manter o tal objeto pelo centro de massa. A gravidade atua como um torque, em qualquer direção em torno desse ponto e assim ele permanece em pé.

Todo objeto, que ficar em pé, permanecerá em pé. Isso, até que a linha, traçada do centro de gravidade até o chão, caia dentro da base. Como visto no exemplo acima. No caso da Torre inclinada de Pisa, a sua massa total é de cerca de 14.500 toneladas. E dada a sua geometria única, o seu centro de gravidade fica, em algum ponto, abaixo do topo do seu 4° andar.

Atualmente, a torre se inclina de tal forma que uma linha traçada, a partir de sua borda externa, no 7° andar, encontra o solo a exatos 4 metros de distância da sua base.

A torre inclinada

Em 1990, a torre alcançou a inclinação de 5 graus e os engenheiros, responsáveis pelo seu monitoramento, emitiram um alerta. A essa altura, o centro de gravidade do monumento estava se aproximando da borda externa da base. Ou seja, a Torre de Pisa estava próxima de cair.

Na ocasião, uma operação de resgate foi montada. A torre teve que ser fechada para “trabalhos de alisamento”. A operação milionária levou mais de 10 anos, para executar as obras que levantaram a Torre de Pisa. Tudo isso para deixá-la em uma inclinação aceitável e segura.

Desde o final de sua construção, em 1372, a torre sempre aumentou, lentamente, a sua inclinação, mas nada muito drástico. Mas esse fenômeno já era previsto pelos seus construtores, que, felizmente, foram espertos o suficiente para contornar a geometria de forma que o monumento não desabasse.

Enfim, a Torre inclinada de Pisa não cai porque o seu centro de gravidade foi genialmente projetado, para se manter dentro de sua base. No começo, o seu design passou por uma modificação, dando à torre um formato de banana. Posteriormente, quando a sua inclinação se tornou perigosa, o centro de gravidade foi reconstruído para sua correção.

Hoje, apesar da sua inclinação de 4 graus, a linha vertical, traçada a partir do centro de gravidade, ainda desce dentro da base. E é por isso, que a Torre não cai.

Deixe uma resposta