A Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (Seculte) de Juazeiro (BA) divulgou as 24 músicas selecionadas para concorrer ao 22° Festival Nacional Edésio Santos da Canção (FESC). De 9 a 13 de novembro será o prazo de cinco dias para contestação aos critérios de ineditismo e originalidade. Esse ano o evento será realizado na Vila Bossa Nova – Orla II, de 12 a 14 de dezembro.

Um festival de composições inéditas, de todos os gêneros e estilos musicais da Música Popular Brasileira, o Edésio Santos foi criado com o objetivo de fomentar a cultura poética e musical dos artistas locais, oportunizar o intercâmbio e a troca de experiências de produção musical e cultural, além de promover lançamento de novos talentos no mercado musical.

Como em todos os anos, queremos realizar um festival de sucesso e, por isso, precisamos adiar a data de realização para 12 a 14 de dezembro. Temos algumas atrações preferenciais para trazer, por exemplo, que têm grande peso na Música Popular Brasileira e é necessário ajustar a melhor data. Assim que acertarmos tudo, divulgaremos”, conta o Superintendente de Cultura, Maurício Dias.

Com investimento de R$33 mil, esse ano o FESC traz o tema Dois Violões, numa homenagem póstuma aos músicos juazeirenses Neto (José Willys) e João Gilberto. “São dois grandes artistas juazeirenses, que fizeram muito sucesso e continuam dando orgulho e alegria à nossa terra. Neto um excelente violonista, que trazia a marca popular da música e onde tocava (em Juazeiro e região) arrastava um público grande e fiel. João Gilberto é o grande gênio que criou uma batida diferente e deu novo ritmo ao mundo, fazendo de Juazeiro a ‘Capital Mundial da Bossa Nova’. São Dois Violões e histórias maravilhosas da música”, explica o gestor da Seculte, Sérgio Fernandes.

Confira a lista de músicas classificadas, que irão concorrer ao 22° Festival Edésio Santos da Canção:

O Céu do Teu Amor (Junior Vieira) – Recife-PE;

Apareça (Pedro Vinicius Dantas) – Natal-RN;

Umbilical USB (Trupe Poligodélica) – Juazeiro-BA;

Gumbé (Carlos Gomes) – Praia Grande-SP;

Consagração (Caroline Taianam) – Juazeiro-BA;

Coringa Blues (Eugênio Cruz) – Petrolina-PE;

Um Só (Joyce Guirra) – Juazeiro-BA;

Além desse Momento (Zebeto Corrêa) – Belo Horizonte-BH;

Vinho de Cobras (Joan Sodré) – Jacobina- BA;

Regresso (Eurivalter Cupertino) – Juazeiro-BA;

Canto da Mãe (Gilvan Bessa de Abreu) – Fortaleza- CE;

Paquete e Vapor (Roberto Possídio) – Petrolina-PE;

Afinal Sossego (Murilo Pires Camargo) – Juazeiro-BA;

Imbú (Felipe Wander) – Senhor do Bonfim-BA;

Metrópole (Heberth Mascarenhas) – Abaré- BA;

Fusão dos Horizontes (Paulo Soares) – Juazeiro-BA;

Ser Maria (Amauri Plácido) – Juazeiro-BA;

Samba João Gilberto (Brita Brazil) – Rio de Janeiro-RJ;

Ainda Há Tempo (Kereto) – Santo Antônio de Jesus-BA;

Tantas Linhas (Daniel Gomes/ Cainã Aguiar) – Araci-BA;

Fração (Guiliard Pereira) – Petrolina-PE;

Rosa Miragem (Tiago Maci) – São Luiz-MA;

Até o Fim (Ailton Daniel) – Petrolina-PE;

Varrear lembranças (Maria Rita e Renato Augusto) – Juazeiro-BA;

Fonte: Blog do Carlos Britto

Deixe uma resposta