Renovação da fé,  esperança e do amor. Foi assim que os fiéis se sentiram no encerramento dos festejos da Padroeira de Juazeiro Nossa Senhora das Grotas.

A procissão realizada na sexta-feira, (8) reuniu mais de 50 mil pessoas, agregando diversas comunidades católicas da cidade e interior, além de outros municípios da região do São Francisco, que caminharam juntos desde o bairro Quidé, seguindo o carro andor, em alusão ao Ano Mariano, ornamentado com a imagem de Nossa Senhora, ao redor de um iluminado terço, em direção a Catedral-Santuário.

A festa foi conduzida pelo bispo Dom Carlos Alberto Breis Pereira, que destacou em sua homilia a situação crítica do rio São Francisco. “Existe uma bela canção, onde diz que o Velho Chico pode morrer, mas isso não é mais boato, precisamos olhar para essa realidade, nosso rio está secando mesmo”, frisou Dom Beto.

O título de “Nossa Senhoras das Grotas” único registrado no mundo , foi dado à Maria, que é a Mãe de Jesus para os católicos, quando uma imagem foi achada, por um índio, numa gruta nas imediações de onde é hoje a cidade de Juazeiro, tornando-a, assim, a padroeira do município.



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here