Do G1/PE

Os professores municipais de Olinda, que estão em greve há uma semana, realizaram um protesto, hoje, na sede da prefeitura da cidade, no bairro do Varadouro. A principal pauta da categoria é o reajuste salarial, que não foi concedido em 2018.

Segundo o Sindicato de Professores Municipais de Olinda, a categoria pede o reajuste de 6,81%, determinado pelo Ministério de Educação (MEC) em janeiro. A prefeitura ofereceu 4% com previsão de aumento para o mês de setembro e sem o pagamento de retroativos, apontaram os sindicalistas. A proposta foi rejeitada pelos professores.

“Estivemos em assembleia nesta manhã e a categoria decidiu pela manutenção da greve. Vamos continuar com a greve até que ele [o prefeito] pague o reajuste de 6,81%”, afirma o presidente do Sinpmol, Wildson Cruz.

Segundo Cruz, os professores foram até a sede da prefeitura para tentar um diálogo com o prefeito. Com gritos de ordem, a categoria pedia a presença do prefeito no hall. Nenhum representante da prefeitura atendeu o grupo.

A categoria chegou ao local durante a coletiva de imprensa que anunciou a programação do São João de Olinda. A divulgação contou com a presença do prefeito, de vereadores e secretários da gestão municipal.

 

BFC

Deixe uma resposta