Um projeto do deputado federal Eduardo da Fonte (PP) vai ser apreciado na Câmara Federal e prevê a liberação de spray de pimenta e armas de eletrochoque para autodefesa das mulheres. O texto do projeto diz que: “fica autorizada, somente para mulheres, acima de 18 anos, a posse do porte de spray de pimenta e armas de incapacitação neuromuscular (armas de eletrochoque) em todo o território nacional, para utilização como arma não letal, destinada a` proteção pessoal das mulheres”.

Segundo levantamento realizado previamente pelo deputado, dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2018 revelam que, em 2017, foram registrados mais de 60 mil estupros, um aumento de 8,4% em comparação a 2016. Feminicídios e homicídios com vítimas mulheres foram de 1.133 e 4.539, respectivamente. Em 2017, mais de 220 mil mulheres foram agredidas em seus lares a cada dia durante o ano de 2017.

Segundo o deputado, o número de estupros e agressão a mulheres aumentou nos últimos anos. “Cresce o número de casos de violência contra mulher em todo o País. Isso é preocupante e inadmissível. Spray de pimenta, por exemplo, é uma alternativa barata que pode contribuir com a segurança delas”, argumentou Eduardo da Fonte. O parlamentar protocolou projeto e solicitou ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, urgência na tramitação da matéria. (Folha PE).






Fonte

Deixe uma resposta