Após nova decisão da Justiça, que preservou a liminar, conseguida pelos quatro dissidentes do PSB, impedindo os parlamentares de serem expulsos do partido junto com o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, o presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira encerrou reunião do Diretório Nacional, na noite desta segunda-feira (16). Novo encontro ocorre dia 26 para deliberar novamente sobre a expulsão dos deputados e do ministro que é deputado federal por Pernambuco, mas está licenciado do mandato.

Diante do impedimento de expulsar os parlamentares, o Diretório Nacional decidiu recomendar que a bancada substitua a líder, Tereza Cristina (PSB-MS), o mais rápido possível. Isso porque o debate do parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), na CCJ, referente à segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, começa nesta terça (17) e governistas articulam para que votação se dê na quarta (18).

O PSB quer garantir votos a favor do prosseguimento da denúncia, tirando da comissão os deputados Fábio Garcia e Danilo Forte, aliados do presidente da República.

Fábio, Danilo, Tereza e o ministro Fernando Filho conseguiram liminar na tarde de ontem, na Justiça do Distrito Federal, impedindo que a deliberação da expulsão se desse nesta segunda-feira, uma vez que o prazo de oito dias para convocação, previsto no estatuto, não fora respeitado. (Com Folhape)



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here