Durante o programa Pânico da Jovem Pan desta terça-feira (16) a convidada especial do dia foi a respeitada economista liberal, Renata Barreto. Questionada pelo comentarista político, Caio Coppolla, se a economista se considera feminista, Renata foi rápida: “Não!”.

Justificando sua resposta, Renata afirmou que ela já foi feminista, mas que havia se decepcionado com movimentos coletivistas pois, segundo ela, eles aprisionam mais do que libertam.

“A maneira como me enxergo como liberal, em que quero a igualdade de todas as pessoas, sejam elas mulheres, negros ou gays, etc, sem distinções e sem privilégios, eu não preciso de rótulo de feminista para ser humanitária ou a favor das causas das mulheres. Eu sou só uma mulher liberal, bem-sucedida em um meio majoritariamente masculino e eu acho que você fazer um bom trabalho e saber colocar esse respeito, fazendo bom trabalho sem precisar ser vítima (eu quero ser heroína e não vítima). É por isso que não me considero mais feminista.” – declarou a economista.

Admirado com a bela resposta de Renata, Caio brincou:

“Nossa! Até eu me senti empoderado agora!”

Deixe uma resposta