Foto: Seteq/divulgação

Vice-presidente do Fórum Nacional de Secretarias Estaduais do Trabalho (Fonset) e representante do Nordeste, o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes, solicitou ontem (31/03) mais celeridade do governo federal na liberação de recursos para socorrer os profissionais autônomos e micro e pequenos empreendedores neste período de quarentena e combate ao novo coronavírus (Covid-19). Ele falou sobre o assunto em teleconferência com representantes do Ministério da Economia e secretários do trabalho de outros estados do Brasil e mencionou as particularidades de Pernambuco. Somente no Estado, existe cerca de 1,8 milhão de trabalhadores informais, de acordo com a Pnad Contínua do quarto trimestre de 2019.

É importante acelerar todos as etapas para que os autônomos possam receber, o mais breve possível,  o valor de R$ 600 (o Auxílio Emergencial). Isso se torna cada vez mais urgente, porque já estamos na segunda semana de quarentena. É a União que detém recursos para atuar em momentos como este, justamente porque temos uma partilha desigual e o Pacto Federativo até hoje não foi aprovado, mesmo tendo sido uma reivindicação frequente desde 2014“, disse Alberes Lopes.

Segundo o secretário pernambucano, as Agências do Trabalho também entraram na pauta da reunião do Fonset. Ele falou sobre a importância de o governo federal liberar os devidos recursos para ajudar a manter as Agências do Trabalho em todas as unidades da federação, mas ainda não recebeu um aval positivo, bem como os outros secretários estaduais que atuam na mesma área.








Fonte: Blog do Carlos Britto

Deixe uma resposta