Em novembro de 2019, começava um pesadelo em Wuhan, na China. Mal sabíamos que logo se espalharia para o mundo inteiro. Estamos falando da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Hoje, estamos enfrentando uma pandemia da doença que surgiu no país asiático. Em pouco tempo, o coronavírus se espalhou por toda a Ásia e os governos locais não conseguiram parar o rápido avanço do vírus. Um pouco mais tarde, já era possível encontrar casos de Covid-19 em todos os continentes do mundo. Foi considerado então pela Organização Mundial da Saúde uma pandemia. Começou então a luta contra o vírus que já fez mais de 100 mil vítimas fatais.

Alguns países adotaram o isolamento social como forma de prevenção. Isso porque estão vivendo situações extremamente fora de controle, como na Itália, por exemplo. O país já registrou mais de 20 mil mortes por Covid-19. Um estudo, realizado pelas Universidades de Aarhus, na Dinamarca, e de Siena, na itália, observou que pode existir uma forte ligação entre a alta taxa de mortalidade causada pelo coronavírus no norte italiano. Essa ligação é com o nível de poluição do ar da região. Segundo os estudiosos, a contaminação atmosférica pode estar relacionada com a mortalidade na Lombardia e na Emília-Romanha.

Estudo que relaciona poluição com mortes pela Covid-19

Dario Caro é pesquisador do Departamento de Ciência Ambiental da universidade dinamarquesa. Junto com os estudiosos da área da saúde Bruno Frediani e Edoardo Conticini, da Itália, encontraram uma pequena peça do quebra-cabeça. Examinaram porque a taxa de mortalidade do norte do país é de até 12%. Enquanto isso, a do restante do país é de apenas 4,5%. O artigo publicado por eles coletou dados recentes do satélite da Aura da NASA. Esse apresentou então níveis muito altos de poluição do ar nessas duas regiões italianas.

O grupo comparou ainda dados com o Índice de Qualidade do Ar, que é uma medição desenvolvida pela Agência Ambiental Europeia. Esse índice reúne dados de milhares de estações de medição em todo o continente. A população nas regiões mais afetadas da Itália vive em um nível bastante alto de poluição do ar. Isso é o que pode levar a uma série de complicações para os pacientes com Covid-19. Esse resultado se deverão fato de eles já estarem enfraquecidos, graças à exposição acumulada no ar poluído quando contraíram a doença.

“Existem vários fatores que afetam o curso da doença nos pacientes. Em todo o mundo, estamos encontrando links e explicações sobre o que é relevante. No momento, todo conhecimento novo é valioso para a ciência e as autoridades”, afirmou Caro. O pesquisador ainda disse que há outros fatores para compreender as taxas de mortalidade. O maior número de idosos é um deles. Além disso, as diferenças entre os sistemas de saúde regionais e capacidade das UTIs também.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos, pois o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Deixe uma resposta