Senado quer decidir sobre caso Aécio na terça e em votação secreta

O Senado não pretende adiar a decisão sobre o futuro do senador Aécio Neves (PSDB-MG) para aguardar o desfecho do caso no Supremo. Em tratativas no fim de semana, senadores decidiram manter a votação para terça e querem fazê-la em caráter secreto. Ao contrário do que ocorreu na sessão que confirmou a prisão do ex-senador petista Delcídio Amaral (sem partido-MS), ninguém saberá como cada um votou. A medida evitaria mais desgaste político para quem se alinhou a favor do tucano, incluindo o PT, adversário histórico.

O troco. O revide não pararia por aí. Senadores pressionam o comando da Casa a pautar pedidos de impeachment contra ministros do Supremo, o que de largada atingiria Edson Fachin, Ricardo Lewandowski, Luiz Fux e Gilmar Mendes.

Engasgados. Quem acompanha a crise, diz que o Senado está “ensandecido”, com “faca nos dentes” e não engoliu as críticas do ministro Luiz Fux, que falou em “clima artificial de solidariedade” a Aécio.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here