Sérgio Moro negou a liberação de R$ 1,6 milhão ao ex-ministro Antonio Palocci

O juiz federal Sérgio Moro negou a liberação de R$ 1,6 milhão ao ex-ministro Antonio Palocci. A defesa requeria o desbloqueio dos valores com o fim de pagar impostos que estão sendo sobrados sobre fundos bloqueados de seu cliente pela Receita Federal. A força-tarefa da Lava Jato deu parecer desfavorável à solicitação sob o argumento de que o ministro tem R$ 128 milhões confiscados pela Justiça para recuperar ‘valores auferidos ilicitamente’.

Palocci está preso desde setembro de 2016, no âmbito da Operação Omertà, 35ª fase da Lava Jato, quando o ministro ainda era investigado por favorecer a Odebrecht em troca de propinas. Atualmente, ele está condenado a 12 anos e 2 meses de prisão por propinas de US$ 10,2 milhões de contratos da Petrobrás pagas aos marqueteiros petistas João Santana e Mônica Moura sob a supervisão do ex-ministro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here