O Brasil é carente de pessoas notáveis. As muito poucas que temos, geralmente estão no mundo dos esportes e conquistam essa condição por serem campeões ou atletas modelares (alguns com vida pessoal muito tumultuada).

Já tínhamos noção da grandeza do trabalho desse ex-juiz. Mas nessa semana, mais uma vez, pudemos conhecer o tamanho do seu bom caráter, da sua honradez e sobretudo do seu civismo.

Voluntaria e republicanamente, se expôs ao Senado da República para dar contas do seu trabalho na operação Lava Jato.

De forma educada, equilibrada, coerente e firme, expôs ao mundo a sua trajetória de brasileiro gigante.

Nossas futuras gerações vão estudar esse colossal homem público. Seus feitos modificam a história do Brasil e introduzem uma nova cultura no nosso país: a intolerância com a desonestidade, com a corrupção e com o crime organizado.

Prova, na prática, que vale a pena viver com honra e ser honesto!

Moro é a síntese e o maior representante de uma nova geração de líderes de bem, num país em que ser malandro e ladrão fazia parte de um comportamento não só aceitável como tratado com certo glamour.

É um privilégio viver no seu tempo e ver a história ainda viva e atuando.

Desde Tiradentes não tínhamos um brasileiro com tanta coragem.

Desde Rui Barbosa não tínhamos um jurista com tanto amor pelo Brasil.

Exposto ao embate por uma estrutura integrada por muitos marginais, sua confiança deixou todos os maus-carateres desconcentrados, perdidos e sem discurso.

Quanto mais parte da imprensa carcomida de má prática tenta transfigurar suas ações, mais elas se revelam éticas, tecnicamente acertadas e juridicamente justas.

Incrivelmente ele se viu exposto e posto em dúvidas por criminosos e marginais. Parte da mídia e os cúmplices desses canalhas tentaram transformar esses agentes bandoleiros e suas denúncias furadas em libelos acusatórios contra Moro.

Com humildade e firmeza o monumental Ministro, pôs e segue pondo cada um desses bandidos no seu devido lugar.

Sérgio Moro é hoje uma pessoa de feitos notáveis.

É ousado e simples, sem se constranger na busca do bem.

É corajoso, valente e destemido frente ao mal.

É notável, arrojado em tudo o que faz e faz tudo bem feito!

Os resultados e os números da sua atuação são impressionantes.

O mais incrível é que não é personalista, nem vaidoso nem arrogante ou narcisista.

Divide seus feitos com as talentosas – e não menos importantes equipes (Procuradores, Delegados, Peritos, Investigadores, Magistrados) que constroem com ele esse novo país.

É protetor e defensor da pátria contra os párias.

Quanto mais tentam desmistificar seu vulto, mais ele se notabiliza, cresce e é percebido como um grande herói!

Nós, os brasileiros comuns, temos que louvá-lo e aplaudi-lo. Mas antes e acima de tudo, fortalecê-lo com nosso firme apoio e interminável gratidão! Ele é o depositário do nosso futuro.

E vem muito mais por aí…

Assista à entrevista:

Deixe uma resposta