“Se eles começam com um concerto (de choros), ou se estão incomodados, ou com calor, ou não se sentem bem, ou têm fome… Amamentem-os, não tenham medo, alimentem-os porque isso também é linguagem de amor”, disse o papa de maneira improvisada.



[EA]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here