Temer agrada ruralistas antes da votação da segunda denúncia e dá 60% de desconto em multas ambientais

O presidente Michel Temer assinou ontem um decreto que permite converter multas ambientais ainda não pagas em prestação de serviços na área. Quem aderir terá desconto de 60% nas multas. O ato, mais um agrado à bancada ruralista, acontece quatro dias antes de o plenário da Câmara votar a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente por obstrução à Justiça e organização criminosa.

Há no governo atualmente R$ 4,6 bilhões em multas ambientais passíveis de conversão, segundo informações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Temer e a presidente do Ibama, Suely Araújo, estiveram ontem no Refúgio Ecológico Caiman, em Miranda, no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Segundo o decreto, todos os recursos serão utilizados em projetos ambientais que serão definidos pelo governo.

Ao falar de política, Temer tentou demonstrar ontem que a relação com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é boa, apesar da escalada de tensão nos últimos dias.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here