Foto: Roberto Soares

A deputada Teresa Leitão (PT) defendeu, em discurso na Reunião Plenária desta quarta (13), a pauta de reivindicação dos professores da rede municipal de Olinda, em greve há uma semana. Ela denunciou o descumprimento da lei do piso salarial por esse e outros municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR), além de relacionar a desvalorização da categoria às dificuldades que os entes municipais têm para cumprir metas de qualidade estabelecidas pelos programas de educação.

“A proposta da Prefeitura de Olinda, que ofereceu um reajuste de 4% a ser pago somente em setembro e deixou de responder outras pautas, é insuficiente”, avaliou a parlamentar, criticando suposto acordo firmado por gestores municipais para responder às demandas dos profissionais da educação. “Os prefeitos, em vez de se debruçarem para cumprir a lei do piso, estão atuando como consórcios municipais, definindo o que vão fazer conjuntamente com relação aos professores, independente da situação financeira e fiscal de cada município”, disse.

A petista comentou, ainda, decisão do Tribunal de Contas do Estado, que julgou ilegais, nesta terça (12), atos de admissão de pessoal em caráter temporário pela Secretaria Estadual de Educação, uma vez que existem profissionais aprovados em concurso público vigente. “Há cerca de dois mil professores aguardando chamada e, após muita luta para prorrogação do certame, o Estado fez a convocação de menos de 200 pessoas”, lamentou.

 

BFC

Deixe uma resposta