Um forte terremoto voltou a atingir o México nesta terça-feira, 19 de setembro, deixando um rastro de destruição, mortes, feridos e pânico no país. O epicentro do sismo, de 7,1 graus de magnitude, foi a cerca de 12 quilômetros da localidade de Axochiapan, no Estado de Morelos (centro do país), mas o tremor de terra foi sentido na Cidade do México, capital mexicana, onde dezenas de prédios caíram. Mais de 2oo pessoas morreram nas localidades atingidas, mas as autoridades mexicanas ainda seguem contabilizando os mortos e feridos na tragédia. Segundo o secretário de Governo do país, Miguel Ángelo Osorio, são 224 mortes confirmadas.

No Colégio Enrique Rébsamen foram confirmadas 32 crianças mortas pelo colapso no sul da Cidade do México. Os esforços de resgate se estenderam durante toda a noite na escola, um dos cerca de 40 edifícios que ruíram na capital em decorrência do terremoto que ocorreu apenas dez dias depois de outro tremor de terra, de magnitude 8,2 graus na escala de Richter, sacudir o sul do país e deixar mais de uma centena de mortos nos Estados de Oaxaca, Chiapas e Tabasco.

Até a manhã desta quarta-feira (20), o Governo brasileiro ainda não tinha confirmação sobre cidadãos do Brasil entre as vítimas. O Itamaraty disponibilizou um número de emergência.

O Papa Francisco orou pelas vítimas do terremoto no México durante Audiência Papal de hoje. “Ontem um terremoto terrível devastou o México – vi que há muitos mexicanos aqui presentes entre vocês – e causou muitas vítimas e danos materiais. Neste momento de dor eu quero expressar minha proximidade e oração a toda a amada população mexicana.”, disse. (EL PAÍS)








Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here