TRAGÉDIA ANUNCIADA: Surto de febre amarela pode ter ligação com a tragedia de Mariana – MG

Segundo publicou o Jornal Estado de São Paulo o surto de febre amarela em Minas pode estar diretamente ligado à tragédia de Mariana, em 2015, segundo disse ao Jornal, a bióloga da Fiocruz Márcia Chame.O ponto de partida da hipótese é a localização das cidades mineiras que identificaram de pacientes com sintomas da doença. A maioria  está na área próxima ao Rio Doce, afetado pela onda de lama e materiais contaminantes pelo rompimento da Barragem de Fundão, em novembro de 2015.

 

Para Marcia Chame, a medida que deve ser tomada a curto prazo é reforçar a vacinação nas áreas de risco. O imunizante, embora seguro, deve ser aplicado de acordo com as recomendações de autoridades sanitárias e, em caso de pacientes com doenças que afetam o sistema imunológico, de acordo com a orientação do médico. A médio prazo, completa a bióloga, é essencial a manutenção de unidades de conservação. “Os animais têm de ter espaço para viver, evitando assim a migração para áreas próximas de centros urbanos”, disse. “Animais agem como filtros de doenças.”

Samarco. A Fundação Renova, criada pela Samarco para coordenar ações de reparação na área atingida pelo desastre de Mariana, não se manifestou sobre as declarações da bióloga da Fiocruz. Por meio de nota, informou estar em curso um diagnóstico sobre a biodiversidade na região. “Todas as informações que tenham aderência às ações em andamento serão incorporadas pela Fundação.”
Confira a integra no ESTADÃO.


Post Views:
202

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here