Por: Blog Edenevaldo Alves –


A Confederação Nacional do Transporte (CNT), lançou hoje (19), dados sobre o registro de acidentes no trânsito no ano passado. Em 2018, foram registrados nas rodovias federais 69.206 acidentes, sendo 53.963 com vítimas (mortos ou feridos). Do total de vítimas, houve 5.269 mortes.

Tanto o número de acidentes quanto o número de mortes são os menores desde que o Painel CNT de Consultas Dinâmicas de Acidentes Rodoviários começou a ser realizado, em 2007. Segundo o levantamento, pelo menos 14 pessoas morreram por dia nas rodovias federais em 2018.

Das mortes em acidentes nas rodovias federais em 2018, os homens são as principais vítimas, respondendo por 81,7% do total. Foram 4.303 casos, contra 951 de mulheres, cerca de 18%.

Além disso, as pessoas acima de 45 anos são as que mais morrem em acidentes. Em 2018, foram 1.830, o que representa 34,7% do total. Em seguida, vem a faixa de 36 a 45 anos, com 1.074 mortes, 20,5% do total; praticamente empatada com a faixa de 26 a 35 anos, que se envolve em 20,8% das mortes (1.098, em números absolutos) registradas em 2018. Uma outra informação da pesquisa é que o Nordeste, o Norte e o Centro-Oeste aparecem como as regiões que registraram os acidentes mais graves. O índice de mortes por acidentes em cada uma dessas três regiões é maior do que a média nacional. (Rede Ebc)














Deixe uma resposta