A Uber acaba de lançar um novo aplicativo. Surpreendentemente após marcar presença no setor da mobilidade e da alimentação, a Uber nos apresenta um aplicativo que irá conectar trabalhadores autônomos a empregadores.

Em síntese, a novidade se chama Uber Works, e trata-se de um aplicativo que será anunciado oficialmente nesta sexta-feira, 4, em Chicago, nos Estados Unidos. Em suma, tal aplicativo será o novo concorrente de vários apps que já operam nos EUA. Como o Wonolo, o Workpop e o Shiftgig. Inicialmente, o Uber Works estará disponível somente nos Estados Unidos.

Em comunicado oficial, a Uber afirmou que o novo aplicativo “é uma nova abordagem que pode fornecer meios mais rápidos e fáceis para as pessoas conseguirem trabalho, além de oferecer novas oportunidades, melhorando a experiência de trabalhadores e empresas“.

Uber Works

Como irá funcionar o novo aplicativo da Uber para as empresas? Em suma, as empresas poderão postar oportunidades de trabalho, detalhes sobre a vaga, requisitos, instruções de chegada e, claro, ponto de encontro. Do mesmo modo, com o aplicativo, as empresas terão acesso ao perfil de cada usuário.

Já os usuários do Uber Work poderão acessar as vagas temporárias e informações sobre horários, salário, local e habilidades necessárias. Basicamente, a comunicação entre as empresas e os usuários acontece totalmente por ali.

Posteriormente, após ser selecionado por uma determinada empresa, o usuário do aplicativo recebe as orientações de chegada. Do mesmo modo, será instruído sobre o que vestir. Tudo deve ser registrado no aplicativo. Para utilizar o novo serviço da Uber, será preciso preencher um formulário, passar por uma verificação de antecedentes e por uma avaliação de habilidades.

De acordo com o comunicado oficial, a Uber se associou à TrueBlue e TalentBurst, agências que irão empregar, pagar e administrar os benefícios dos trabalhadores. Ambas empresas estão sediadas em Chicago. Nesse ínterim, a companhia ainda afirmou que irá fornecer serviços de suporte e aprimoramento de habilidades. Em suma, sua proposta é apoiar os usuários.

“Acreditamos que o Uber Works apresenta uma oportunidade real de ajudar a melhorar a qualidade e o acesso ao trabalho por meio da tecnologia. Estamos apenas no começo da jornada”.

A novidade

A iniciativa acontece em um momento caótico. Investidores se perguntam se o novo modelo de negócios da empresa pode ser rentável. De acordo com a BBC, as ações da Uber vêm perdendo valor desde que a empresa abriu seu capital. E mais que isso, desde começou a receber a receber interferências em sua atuação por parte dos governos.

Além disso, é importante ressaltar também que diversos outros fatores parecem interferir nas estratégias de negócio da Uber. Em suma, tais fatores são os mesmos que interferem no crescimento de outras empresas. Dentre os tantos, pode-se se destacar o aumento da concorrência e problemas com a regulamentação do aplicativo, em diversos países.

A Califórnia, por exemplo, aprovou recentemente leis que determinam que trabalhadores de aplicativos tenham todos direitos trabalhistas, o que acaba por inserir impostos e elevar o preço das corridas. A medida deve aumentar os custos de empresas como a Uber, a burocracia e diminuir a possibilidade de interação com liberdade por parte dos usuários.

Independentemente do lançamento da Uber Works ocorrer, num momento em que vários países endurecem as regras para certos tipos de operações, vale lembrar que foi a Uber quem revolucionou o mercado da mobilidade e da alimentação. Do mesmo modo, ofereceu alternativas para pessoas, em plena situação de calamidade financeira, terem uma fonte de renda.

Ademais, a Uber tentará fazer o aplicativo deslanchar, especificamente em Chicago. Em síntse, porque a empresa acredita que os milhões de cidadãos americanos procuram trabalho, por meio de agências de recrutamento, sendo submetidos ao pagamento de comissões e mais dificuldades. 

Deixe uma resposta