Na costa do Oceano Pacífico, na Rússia, um drone flagrou mais de 100 animais marinhos presos em verdadeiras jaulas aquáticas. A situação causou a revolta de ambientalistas que acreditam que a situação é ilegal. A teoria mais votada é que esse animais estão sendo vendidos para parques temáticos da China.

Aparentemente, essa prisão é a maior que já existiu do tipo. A situação é apontada como ilegal porque a coleta de animais desse tipo só é permitida para meios científicos e educacionais desde 1982.

Baleias presas

Nas prisões improvisadas há 11 orcas e 90 baleias belugas presas em recintos pequenos e temporários. A mídia local flagrou o momento em que uma baleia é guinchada para transporte. O destino? É desconhecido. As empresas responsáveis pelo aluguel da área do local já tem registros de atividades semelhantes antes.

Entre os anos de 2013 e 2016, um jornal russo identificou que a empresa exportou 13 baleias orcas. Este ano, as mesmas empresas teriam conseguido a permissão para transportar mais 13 orcas. Eles apresentaram documentos para comprovar a legalidade da ação, mas o promotor da cidade local Vladivostok, está verificando os papéis e toda a procedência do negócio.

Mercado de parques chineses

Uma baleia orca pode chegar a valer 6 milhões de dólares na indústria chinesa. Os parques aquáticos são muito populares no país, são mais de 60 em funcionamento e outras dezenas em construção.

Uma investigação anterior realizada na cidade identificou fraudes realizadas por 4 empresas que não tiveram seus nomes divulgados. A solicitação que as empresas realizaram foram para fins educacionais, ao todo foram cedidas 10 baleias orcas. No entanto, 7 delas foram vendidas para o exterior. Para tentar burlar a lei, alguns dos animais foram alugados, já que eles não poderiam ser vendidos.

O representante do Greenpeace da Rússia informou que caso a situação continue dessa forma, o número de exemplares da espécie cairá drasticamente. Além disso, outra preocupação apontada foi em relação a idade das baleias capturadas. Os especialistas acreditam que para caber nas divisões da cadeia improvisada a baleia ainda seria filhote, o que também é estritamente proibido.

As investigações irão prosseguir para descobrir se as baleias estão sendo de fato transportadas por algum fim nobre ou se apenas para suprir a ganância humana. E aí, o que achou da matéria? Comenta aqui embaixo e compartilha com aquele seu amigo que é defensor dos direitos de todos os animais.

Fonte

Deixe uma resposta