Uma fonte do Blog, que é vigário da Diocese de Petrolina revelou que deverá manter contato com outras pessoas para saber informações sobre o possível mandado de segurança que envolve o tombamento do Palácio Episcopal.

A ação instaurada seria contra o Governo de Pernambuco e a Prefeitura de Petrolina e marca um novo capítulo na história.

No dia 26 de agosto, a Secretaria de Cultura do Estado encaminhou à Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fudarpe) a autorização para início do processo de tombamento do Palácio Episcopal da Diocese de Petrolina. Com isso, a nota diz, que fica proibida que seja feita qualquer alteração na estrutura arquitetônica do edifício e impossibilitada a construção de um shopping popular no local.








Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here