O terrorista italiano Cesare Battisti foi preso na noite deste sábado (12) na Bolívia, onde imaginava que estivesse tranquilo e sem riscos de ser preso.

Ledo engano. A vinda de Evo Morales para a posse do presidente Jair Bolsonaro não fez com que o terrorista ligasse o seu ‘radar’ de contumaz ‘fujão’. Battisti só estaria ‘em segurança’ na Venezuela.

Nos próximos dias o criminoso será trazido para o Brasil.

Ponto para Evo com Bolsonaro. Ponto para Bolsonaro internacionalmente.

O presidente brasileiro entregará Battisti para a Itália como um verdadeiro troféu, para que o criminoso possa cumprir sua pena por quatro assassinatos ainda na década de 1970.

Deixe uma resposta