Bombeiros trabalham no prédio após o incêndio (Reprodução)

Imagens dramáticas de um vídeo (ver abaixo), que foram publicadas em canais de TV, mostram um bombeiro herói que pegou no ar uma criança que foi jogada pelos pais do terceiro andar de um prédio de apartamentos em chamas.

O incêndio ocorreu em Decatur, no estado americano da Geórgia, em 3 de janeiro.
A capitã Jackie Peckrul, uma super mamãe de trigêmeos, foi um dos bombeiros que responderam ao incêndio, que deixou 80 pessoas desabrigadas, de acordo com a imprensa local.

Milagrosamente, apenas uma pessoa sofreu queimaduras de segundo grau como resultado do incêndio. Jackie, uma veterana com 14 anos no departamento, disse que a situação era particularmente terrível quando ela e seus colegas bombeiros chegaram ao prédio em chamas.

“Assim que chegamos imediatamente vimos as chamas e os gritos das pessoas”, lembrou Jackie. Ela pegou a escada do caminhão de bombeiros e subiu pela metade em direção à varanda do terceiro andar.

A família Ragland, de 12 pessoas, incluindo oito crianças, morava no apartamento e estava presa pelo incêndio. Jackie subiu a escada e resgatou um bebê enrolado numa manta azul. Ela ajudou o resto da família a fugir do apartamento em chamas.

Capitã Jackie Peckrul foi um dos bombeiros que salvaram a família (Reprodução)

Uma câmera de capacete, usada por um dos bombeiros na cena, mostra o capitão Scott Stroup pegando no ar um irmão mais velho do bebê, que foi jogado pelos familiares.

Jackie, Scott e o resto de seus companheiros estão sendo saudados como heróis, depois de resgatar um bom número de pessoas, inclusive uma em uma cadeira de rodas. “Naquela hora a única coisa que passou em minha mente era: Senhor, deixe-me pegar esse bebê “, contou a capitã à imprensa local.

“Não consigo imaginar o medo que a mãe estava enfrentando. Ela estava pensando primeiro em seu filho. E não há melhor sensação no mundo do que salvar a vida das pessoas e seus filhos. Nunca quero ver nenhum pai perder um filho”, disse ela.

Lance Ragland, o pai que tirou os dois filhos do apartamento e foi o último a ser resgatado, sofreu queimaduras de segundo grau. Ele recebeu alta do hospital após um pernoite. Agora, ele e sua família de 12 pessoas enfrentam o próximo obstáculo: recuperar as perdas materiais depois de tudo o que tinham foi destruído.

Um por um, Ragland ajudou sua família a sair da varanda e a escada. Depois que ele conseguiu tirar todos, foi o último a sair. O homem sofreu queimaduras em suas costas, mas ele não se importou. “Tudo poderia acontecer comigo, mas não aos meus filhos”, disse Ragland.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here